A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Regiões / Site Emtempo Tocantins / População ignora decreto e enche as praias no final de semana em Palmas

População ignora decreto e enche as praias no final de semana em Palmas

Mesmo em pleno pico de casos de coronavirus em Palmas, as praias na capital ficaram cheias neste final de semana

A julgar pela quantidade de pessoas nas praias nesse fim de semana em Palmas, a população não está muito preocupada com o índice crescente da Covid-19 na Capital. As pessoas tomaram banho, se aglomeraram nas mesas e aproveitaram para ingerir bebidas alcoólicas, o que contraria um decreto que proíbe o consumo de álcool em locais públicos. Muitos sequer usavam máscaras.

A prefeitura informou que a fiscalização é itinerante, ou seja, passa por diversos pontos da cidade vistoriando o cumprimento dos decretos municipais referentes ao combate à propagação da pandemia. Disse ainda que em casos de aglomerações, denúncias podem ser feitas pelo 153 da Guarda Metropolitana da capital.

O cenário parecia com o de outros anos anteriores. No mês de julho, o Tocantins tem temporada de praias, que ficam lotadas de visitantes. Mas, esse ano, por causa da pandemia, a maioria dos eventos foi cancelado.

Em Palmas, não é permitido tomar banho. No entanto, nas praias do Caju e dos Buritis, a determinação foi ignorada. As mesas dos restaurantes ficaram lotadas, sem distanciamento entre as pessoas.

“Eu pensei que ia ter meia dúzia de gato pingado e pronto. Quando eu cheguei aqui, fiquei assustada, bastante gente”, disse a fiscal de caixa, Cristiane Soares.

Além de proibidas, as aglomerações vão contra as medidas de prevenção recomendadas pela Organização Mundial da Saúde, para evitar a disseminação da Covid-19. “Não está seguro, mas não consigo ficar em casa”, justificou o impressor gráfico Sávio Rocha.

Outra norma desrespeitada nas duas praias foi a proibição do consumo de bebida alcoólica em locais públicos. O decreto passou a valer no fim de junho depois que o volume de infecções aumentou. O objetivo é evitar que as pessoas se juntem. “Aglomerações acontecem com bebida ou sem bebida”, alegou o comerciante Marco Vinícios Alves de Freitas.

Apesar das várias regras em vigor, a equipe da TV Anhanguera não encontrou fiscalização nas praias do Caju e dos Buritis. Não havia sequer avisos para que as pessoas não se esquecessem das medidas necessárias para evitar transmissão do vírus, que já atingiu mais de duas mil pessoas na capital.

G1 Tocantins

Além disso, verifique

Em fase final de colheita, produção de sorgo deve aumentar 48% no Tocantins

Sorgo é essencial na alimentação bovina e pequenos animais – Foto: Juliano Ribeiro/Governo do Tocantins …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *