A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Regiões / Site Emtempo Tocantins / Tocantins:: PF investiga golpes aplicados em beneficiários do Auxílio Emergencial

Tocantins:: PF investiga golpes aplicados em beneficiários do Auxílio Emergencial

Operação da PF realizou buscas em Palmas e outras cidades do interior (Foto: Débora Ciany/TV Anhanguera)

Um grupo criminoso, liderado por um casal, está sendo investigado em Palmas, Paraíso do Tocantins e Formoso do Araguaia, por aplicar golpes nas pessoas cadastradas para receber o Auxílio Emergencial. Os suspeitos são alvos de uma operação da Polícia Federal, denominada Fraudulenti Auxiliumal. nesta quarta-feira, 30. Os criminosos suspostamente se aproveitavam de indivíduos carentes e sem escolaridade, com dificuldade para operar os sistemas da Caixa Econômica para praticar o delito.

Aproximadamente 30 Policiais Federais cumprem dois mandados de prisão preventiva, seis mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Tocantins.

Segundo a Polícia Federal, os golpistas subtraím das vítimas os valores dos seus benefícios, por meio de acessos indevidos as suas contas bancárias digitais, criadas junto à Caixa Econômica Federal (CEF), utilizando os valores para o pagamento de boletos bancários fraudulentos e transferências de valores para contas de terceiros.

O grupo se aproveitava da inocência, da simplicidade e do reduzido grau de escolaridade das vítimas, induzindo-as a erro e gerando sérios prejuízos para a população carente do Estado do Tocantins.

Os investigados poderão responder, nas medidas de suas responsabilidades, pelos crimes de estelionato majorado, furto qualificado mediante fraude (via internet banking), associação criminosa e lavagem de dinheiro, cujas penas somadas podem chegar a 19 anos de prisão.

Segundo a decisão que autorizou a operação, do juiz federal João Paulo Abe, a investigação apontou que os suspeitos se ofereciam para prestar o serviço de requerimento administrativo do Auxílio Emergencial nos canais de acesso remoto da Caixa Econômica Federal. As vítimas entregavam seus dados pessoais para o cadastro e após a aprovação do benefício pagavam uma comissão de R$ 50 sobre a primeira parcela do benefício.

O golpe só era descoberto após as pessoas procurarem a Caixa Econômica para tentar sacar as parcelas. Pelo menos duas vítimas foram identificadas, mas uma delas relatou que procurou os suspeitos após indicação de terceiros. Para a polícia isso indica a possibilidade de que os criminosos enganado um número indeterminado de indivíduos. Ainda não se sabe o valor do prejuízo causado.

Os investigadores chegaram até o casal após o cruzamento de dados dos números de WhatsApp utilizados pelos suspeitos para aplicar os golpes e a titularidade de contas para onde parte do dinheiro dos golpes foi transferido. As investigações continuam para que o esquema seja detalhado e para apurar se outras pessoas participaram dos crimes.

A Polícia Federal ressalta que, em razão da situação de pandemia da COVID-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs a todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.

Além disso, verifique

Em fase final de colheita, produção de sorgo deve aumentar 48% no Tocantins

Sorgo é essencial na alimentação bovina e pequenos animais – Foto: Juliano Ribeiro/Governo do Tocantins …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *