A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Regiões / Site Emtempo Tocantins / Palmas: Erivelton diz que falta vontade da prefeita para reduzir taxa de esgoto

Palmas: Erivelton diz que falta vontade da prefeita para reduzir taxa de esgoto

Erivelton Santos estranha o silêncio da prefeita sobre redução da tarifa de esgoto

O vereador Erivelton Santos  (PV) desafiou a prefeita Cínthia Ribeiro (PSDB) a enviar à Câmara Municipal de Palmas um projeto de lei reduzindo o valor da taxa de esgoto cobrado pela BRK Ambiental, de 80% para 40%. O Legislativo palmense havia aprovado um projeto, mas a concessionária conseguiu derrubá-lo na Justiça.

A alegação do Judiciário na época é de que, para garantir legalidade à cobrança, o projeto teria que ser encaminhado pelo Executivo. “Já se passaram mais de dois meses da decisão judicial e até agora a prefeita, apesar do apelo da população e de alguns vereadores, faz de desentendida. Não vai se manifestar, por quê?”, questionou Erivelton Santos.

Da tribuna da Câmara Municipal, na sessão desta terça-feira, 06, o vereador do PV disse que, estranhamente, depois que a prefeita Cínthia Ribeiro recebeu em seu gabinete um executivo da BRK Ambiental o assunto caiu no esquecimento.

A taxa de esgoto aqui em Palmas, de acordo com a lei federal, pode ser cobrada entre 40% e 80% do valor da tarifa de água. A BRK cobra o teto máximo. “A Câmara de Palmas teve a coragem de votar pela redução da tarifa, mas por vicio de iniciativa, foi derrubado na Justiça a pedido da concessionária”, explicou o vereador.

Erivelton disse que “Palmas precisa de um gestor que tenha coragem de questionar os abusos da BRK. De um prefeito que tenha lado, o lado em defesa do cidadão palmense”.

Continuando, o parlamentar reforçou o desafio: “Estamos aguardando uma iniciativa da prefeita Cinthia. Queremos que ela mande para cá um projeto para que a Câmara vote a redução da taxa. Quem pede não é o vereador Erivelton, mas a população”.

Transporte

Em seu discurso, Erivelton Santos aproveitou a oportunidade para dizer que nas suas caminhadas pela cidade só ouve reclamações dos abusos das empresas de transporte coletivo. “Desde a criação de Palmas que essas empresas exploram o sistema. E agora em tempo de pandemia adotam medidas em desacordo com orientação do Ministério da Saúde, provocando aglomeração de pessoas, com a redução de ônibus nas linhas, principalmente aquelas de maior fluxo”.

Criação do Tocantins

Erivelton também lembrou os 32 anos de criação do Estado do Tocantins. Falou das conquistas, reconhecendo que a emancipação deu vida à antiga região norte de Goiás, antes totalmente esquecida.

O vereador elogiou o trabalho do ex-governador Siqueira Campos para que o Estado fosse emancipado. “Nunca participei do grupo político do ex-governador, mas não podemos fechar os olhos e deixar de reconhecer sua determinação e ousadia na criação do Tocantins”.

Citou o exemplo de sua família que mora no extremo norte, na região do Bico do Papagaio, que foi uma das centenas beneficiadas com a criação do Estado. “Dificilmente um morador do norte tinha acesso à capital Goiânia, em função da distância e da falta de infraestrutura.”

Erivelton lembrou que “hoje temos a cidade de Palmas, fruto da criação do Tocantins. Quero aqui dizer que muitas coisas foram realizadas por todos os governos. “Como historiador reconheço a importância de Siqueira Campos na sua construção”

No entanto, o parlamentar pediu que as pessoas fizessem uma reflexão. “O Estado do Tocantins hoje oferece as condições sonhadas pelo povo tocantinense? De fato, foram implantados vários projetos. A pergunta é: eles trouxeram riquezas para o povo ou apenas para os seus idealizadores?”.

Como exemplo, Erivelton citou a Usina de Lajeado. “Quando a usina hidrelétrica foi construída a promessa era de que teríamos uma tarifa barata. Mentira. Pagamos uma das mais caras do País. Tenho recebido de usuários reclamações de aumento de até 100% nas contas de energia em plena pandemia”, denunciou.

Erivelton ressaltou que a energia é cara por vários fatores, um deles o valor que o Estado cobra de ICMS. “É um valor abusivo, o mais alto do País”.

Pra finalizar, o vereador disse que a situação deve piorar. E explicou: ”A Assembleia Legislativa autorizou o governo a vender toda a sua cota de participação na empresa, que passará a ser 100% privada”.

 

Além disso, verifique

Tocantins acumula 69.587 infectados pela Covid-19 e 975 mortes

Nesta terça-feira, 06 de outubro, o Tocantins contabilizou 111 novos casos de Covid-19. Deste total, 43 foram …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *