A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Regiões / Brasil / Barroso: “Forças Armadas têm um comportamento exemplar. Não há risco de golpe”

Barroso: “Forças Armadas têm um comportamento exemplar. Não há risco de golpe”

Assista ao trecho da entrevista:

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso participou do Roda Viva, da TV Cultura, nesta segunda-feira (15), e comentou sobre a possibilidade de cassação da chapa Bolsonaro-Mourão pelo STF e sobre a postura das Forças Armadas brasileira.

Barroso falou sobre o posicionamento público dos militares no atual governo: “Nada disso aconteceu no governo Fernando Henrique, nos dois governos Lula, no governo Dilma, no governo Temer. Portanto, não vou fazer de conta que não está acontecendo alguma coisa. Mas acho que a gente tem que colocar essa questão dentro de uma perspectiva. Não acho que se possa dizer que as Forças Armadas estão no governo, porque isso não existe”.

Na última semana, o presidente Jair Bolsonaro publicou uma nota — assinada também pelo vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva — que as Forças Armadas se destinam à defesa da pátria e à garantia dos poderes constitucionais, mas “não cumprem ordens absurdas”. O texto foi uma resposta à decisão do ministro do STF Luiz Fux que diz que as Forças Armadas não são um “poder moderador”.

Sobre a possibilidade de um golpe militar no Brasil, Barroso avaliou: “Não acho que haja um risco real de golpe, até porque não haveria uma causa para dar esse golpe”. O ministro disse ainda que “as Forças Armadas tem tido um comportamento exemplar”.

A trajetória de Luís Roberto Barroso

Formado em direito pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Luís Roberto Barroso tem mestrado pela Universidade de Yale e doutorado pela UERJ, onde é professor titular. Também foi pesquisador visitante na escola de direito de Harvard.

Em 1985, assumiu o cargo de Procurador do estado do Rio de Janeiro, que exerceu até 2013, quando foi indicado pela ex-presidente Dilma Rousseff para ocupar uma vaga no STF. Ao assumir a presidência do Tribunal Superior eleitoral, no mês passado, fez um discurso que teve enorme repercussão, onde faz uma defesa da educação como meio de melhorar a vida da população.

Fonte: TV Cultura

Além disso, verifique

‘Populismo eleitoral de Bolsonaro já aparece no mercado. A euforia acabou’, diz ex-presidente do BC

Para Affonso Celso Pastore, os indicadores já refletem em parte o efeito da agenda populista …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *