A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Regiões / Goiás / Covid-19: medicamento aprovado por Oxford já é usado em Anápolis (GO)

Covid-19: medicamento aprovado por Oxford já é usado em Anápolis (GO)

Em Anápolis, os casos confirmados de Covid-19 aumentaram bastante nos últimos dias. Número de óbitos já somam nove 

Em um estudo da Universidade de Oxford divulgado nesta terça-feira, 16, pesquisadores do Reino Unido afirmam que o corticoide dexametasona é a primeira droga que, comprovadamente, reduz a incidência de mortes pela Covid-19. A medicação já é usada em pacientes graves em Anápolis(GO), município com 370 mil habitantes.

O levantamento concluiu que houve redução de 35% em mortes de pacientes que usavam respiradores e receberam a medicação.

O Ministério da Saúde britânico já comunicou que vai incluir a dexametasona no protocolo de tratamento da Covid-19, procedimento que é feito em Anápolis, em pacientes internados          que apresentam casos graves e moderado desde o início da pandemia.

“A administração deste corticóide em pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave diminui o processo inflamatório e aumenta a capacidade dos pulmões, melhorando a saturação de oxigênio e o padrão respiratório do paciente”, relata o médico e secretário municipal de Saúde, Lucas Leite.

Esse procedimento é realizado no Centro de Internação Norma Pizzari Gonçalves, unidade criada pela Prefeitura de Anápolis, exclusivamente para tratamento do coronavírus.

A administração desse medicamento faz parte do plano de controle e combate do coronavírus em Anápolis. Desde o início da pandemia, a cidade se destacou com ações e estratégias como a criação do ZAP Coronavírus para atendimento e direcionamento de pessoas com sintomas.

Também se destacam o aumento de leitos hospitalares exclusivos paraos anapolinos (45 de UTIs e 100 de Enfermaria) que orientam a matriz de risco da cidade que atualmente apresenta panorama leve.

Soma-se a isso as fiscalizações sanitárias, a reordenação do sistema público de saúde, com teleatendimento e a criação de cinco unidades de referência para o coronavírus.

Fonte: (Ascom/prefeitura)

 

Além disso, verifique

Goiás: Ronaldo Caiado adota lockdown a cada 15 dias até setembro

O Governador Ronaldo Caiado (DEM) orientou os prefeitos do Estado a adotarem o lockdown intermitente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *