A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Regiões / Brasil / Lula: “Há pacto diabólico entre PF, MP, mídia e juiz”

Lula: “Há pacto diabólico entre PF, MP, mídia e juiz”

 

São Paulo, 10 (AE) – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um discurso duro contra a imprensa, delegados da Polícia Federal, procuradores do Ministério Público e o juiz Sérgio Moro.

O petista também desafiou seus acusadores a apresentarem provas contra ele, durante um ato, na noite de quinta-feira, 10, em que recebeu o apoio de políticos, intelectuais e artistas.

Lula ainda fez críticas ao governo de Michel Temer (PMDB), em especial à proposta de congelar, em termos reais, os gastos da União.

“Tenho preocupação quando eu vejo um pacto quase que diabólico entre mídia, a Polícia Federal, o Ministério Público e o juiz que está apurando todo esse processo. (…) A menor preocupação é com a verdade”, disse Lula, durante um discurso que durou mais de meia hora e em que esteve acompanhado da esposa, Marisa Letícia.

Em sua fala, o ex-presidente voltou a dizer que não aceita a ideia de que convicções valham como provas. “Se eu disser a eles a convicção que tenho deles, vai ficar ruim.”

Ao atacar a Polícia Federal, disse que a instituição não poderia permitir que delegados “comprometidos ideologicamente e politicamente com determinados partidos” façam falsas acusações.

“Eu não tenho que provar minha inocência, eles é que têm que provar a inocência deles na acusação que fizeram”, afirmou Lula.

Embora tenha agradecido aos organizadores e às pessoas que assinaram um manifesto em sua defesa, o ex-presidente disse que não se sentia “confortável” em participar do ato, mas, sim, que preferiria participar de um manifesto de acusação da força-tarefa da Lava Jato.

Segundo ele, a operação mente para a sociedade brasileira. Lula acusou ainda os meios de comunicação de mentir “descaradamente” e de forma perversa.

Aos 71 anos de idade, Lula afirmou estar disposto a se colocar à disposição dos acusadores, mas pede que apresentem uma prova concreta. “Não cometi nenhum crime antes, durante e depois de ser presidente da República.”

 

Além disso, verifique

‘Populismo eleitoral de Bolsonaro já aparece no mercado. A euforia acabou’, diz ex-presidente do BC

Para Affonso Celso Pastore, os indicadores já refletem em parte o efeito da agenda populista …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *