A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Regiões / Site Emtempo Tocantins / Medico critica reabertura do comércio em Palmas e Araguaína: “irresponsabilidade

Medico critica reabertura do comércio em Palmas e Araguaína: “irresponsabilidade

Médico Estevam Rivello Alves, membro do CFM, considera uma “irresponsabilidade” a reabertura do comércio neste momento 

O médico Estevam Rivello, membro tocantinense do Conselho Federal de Medicina (CFM), disse que a decisão de reabrir o comércio em Palmas e Araguaína, a partir desta segunda-feira, 08, foi uma “uma irresponsabilidade”, diante dos números e a escalada da Covid-19 nestas cidades.

Estevam Rivello reforçou as críticas frente ao plano de descontingenciamento anunciado pela Prefeitura de Palmas. “Nenhum local do mundo liberou comércio, qualquer atividade da economia, em vigência do pico de crescimento [da Covid-19]. Estando nós em vigência de crescimento, subnotificado de forma comprovada e confirmada pela própria secretaria, a situação de abertura de comércio neste momento ou de alguns setores da economia se torna extremamente temerária. Não é o melhor momento. Não deveria estar acontecendo”, alerta.

Irresponsabilidade

O médico membro do CFM voltou a defender o isolamento social como “único mecanismo para reduzir casos e diminuir óbitos”. “A meu ver é irresponsabilidade daqueles que orientam a reabertura, porque não temos plano B para assistência de saúde. Nossos leitos são limitados, 92% da nossa população depende do SUS e os nossos profissionais também são limitados. É complexo querer neste momento – de uma forma simplista – liberar o comércio e depois não se responsabilizar por esta atitude, que talvez seja a mais irresponsável”, ressaltouEstevam.

Ele explicou que sua opinião se baseia  numa pesquisa de março da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) sobre o crescimento da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que atesta a subnotificação de casos de Covid-19 em Palmas.

São classificadas como SRAG doenças como a  Influenza A, B, vírus sincicial respiratório e o coronavírus. Estevam Rivello enfatizou que este grupo de patologias costuma ter sempre um “padrão de aparecimento anual semelhante”, ou seja, sem diferenças nos números de ano a ano.

Segundo ele, este cenário mudou com o advento da Covid-19. Conforme dados levantados até 2 de maio, o Brasil teve 57.017 notificações da síndrome, mas apenas 16.260 tiveram resultado laboratorial positivo para algum vírus, 82,7% deles sendo Covid-19. Ainda houve 19.424 resultados negativos, e ao menos 16.839 aguardavam resultado na época.

Subnotificação em Palmas

Com estes números, Estevam Rivello reforça que a “explosão de SRAG” em todo País foi patrocinada pela Covid-19, mas que mesmo assim o real impacto ainda não pode ser mensurado. O médico cita números de Palmas para ilustrar mais especificamente este cenário. “Quando Palmas tem 7 mortes atribuídas  SRAG para cada uma confirmada de coronavírus, demonstra que de fato nós subnotificamos o coronavírus. O mundo está mostrando que a explosão não é por outra patologia. A gente tem a comprovação exata que Palmas está subnotificada por estes dados”, emenda.

Testes

O membro do CFM pondera que o período levantado pela pesquisa – janeiro a março – coincide com a época de falta de testes na Capital. “Estas pessoas não foram contabilizadas e podem existir pessoas que faleceram e não foram testadas”, lamenta. Estevam Rivello ainda sugere que outros situações também podem ter contribuído para esta subnotificação. “A gente pode falar também da qualidade do teste que foi oportunizado. Foi feito, mas talvez no período inadequado ou pelo fato qualidade dele não ser tão boa e não conseguiu chegar no diagnóstico de coronavírus”, acrescenta.

Entre as capitais, Palmas tem 6ª maior diferença entre mortes por SRAG e Covid-19:

Casos podiam ser Covid-19:

Fonte: Coluna CT

Além disso, verifique

Palmas: Erivelton diz que falta vontade da prefeita para reduzir taxa de esgoto

O vereador Erivelton Santos  (PV) desafiou a prefeita Cínthia Ribeiro (PSDB) a enviar à Câmara …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *