A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Regiões / Brasil / Bolsonaro ‘marcou muito forte’ a defesa da democracia, diz Eduardo Gomes

Bolsonaro ‘marcou muito forte’ a defesa da democracia, diz Eduardo Gomes

O senador Eduardo Gomes (foto), líder do governo no Senado Federal, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro “marcou muito forte a questão da defesa da democracia” até o presente momento. Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, ele rebateu as acusações de que Bolsonaro estaria apoiando manifestações contra o Congresso Nacional e o STF.

Eduardo Gomes lamentou o que chamou de “falta de informação” e disse que, após o Carnaval, com os líderes de governo retornando à Câmara e ao Senado e o presidente se manifestando, “teremos noção do que é notícia e o que não é”. Ele também diz desejar que todas as discussões mantenham “eixo de diálogo, até discordando” — mas que sejam feitas no regime democrático.

Sobre possíveis incongruências do presidente Bolsonaro e o Congresso, o senador foi incisivo. “Ele [Bolsonaro] tem a prerrogativa de estabelecer lideranças, ele tem o cenário inteiro da sua força no Congresso. É ele que cuida disso pessoalmente, desde a escolha dos ministros. Não vejo terceirização nessa matéria. Faz parte da democracia.”

Em um ano de eleições municipais, as discussões sobre as reformas tributária e administrativa tendem a avançar bastante no primeiro semestre.

“Na próxima semana retomaremos as agendas e acredito que teremos um maior tempo de debate entre o Executivo e o Legislativo, na Comissão Especial da reforma tributária, análise de PECs e até da reforma administrativa.”

De acordo com ele não importa se os diálogos concordem ou descordem. “Que prevaleça o bom senso”, finaliza.

Assista a entrevista:

 

Além disso, verifique

Mercado financeiro ensaia ‘desembarque silencioso’ do governo, diz ex-secretário de Política Econômica

© Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag. Brasil Mercado estava excessivamente otimista, diz Mendonça de Barros Os manifestos assinados …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *