A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Regiões / Site Emtempo Tocantins / Escárnio: TCE/TO concede auxílio-saúde em plena crise do Covid-19

Escárnio: TCE/TO concede auxílio-saúde em plena crise do Covid-19

Presidente do TCE, Severino Costandrade, cria mais um benefício aos conselheiros e membros efetivos do órgão: auxílio-saúde

Quando os trabalhadores  da iniciativa privada fazem das tripas coração para garantir seus empregos, em plena crise econômica acrescida com a pandemia do Coronavírus, que exige dos poderes redução de gastos, o Tribunal de Contas do Estado do Tocantins decide abrir um saco de bondades, concedendo aos seus servidores do órgão mais um benefício, o auxílio-saúde.

O ato do presidente do TCE, conselheiro Severiano Costandrade, foi publicado no Boletim Oficial desta segunda-feira, 4. O benefício, que passa a valer a partir deste mês, beneficia os membros do Pleno e servidores efetivos.

Órgão auxiliar do Poder Judiciário, o TCE instituiu o benefício com base na Resolução 102 de 2019, do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), que criou o auxílio-saúde em conformidade com a Política de Atenção Integral à Saúde estabelecida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O valor também segue publicação do TJTO, que estabeleceu o auxílio-saúde em R$ 800,00 por meio do Decreto Judiciário 02 de 2020. A medida não deve ser bem recebida pela opinião pública, visto que a maioria dos contribuintes se veem impedidos de trabalhar para conter a proliferação da pandemia de Covid-19, e ainda assim mantém benesses dos Poderes.

Através de uma nota, o TCE esclareceu que o auxílio-saúde “estava previsto no Orçamento”, destacando o impacto será menor do que outros benefícios que deixaram de ser concedidos diante da crise do novo coronavírus, como a data-base e progressões.

Além disto, a Corte de Contas aproveitou para destacar as medidas adotadas para readequar os gastos na pandemia, como:  suspensão de solicitação de cessão de pessoal para o TCE e da concessão de diárias, bem como a revisão dos contratos essenciais.

 

Leia abaixo a íntegra da nota:

“NOTA À IMPRENSA

Sobre o ato número 137, o Tribunal de Contas do Tocantins esclarece que:

Todas as ações da instituição são pautadas por um planejamento rigoroso. Com relação ao referido ato não foi diferente, considerando que os estudos tiveram início no ano passado.

O custo com o auxílio-saúde estava previsto no orçamento e é menor do que a despesa que seria acarretada por outros benefícios que deixaram de ser concedidos, como progressão e data-base.

As progressões anuais do TCE/TO foram suspensas, passando a ser de dois em dois anos, o que não ocorreu em órgãos similares.

Por fim, o tribunal esclarece que desde o início da pandemia adotou uma série de providências para readequar gastos, dentre elas medidas de contingenciamento (Portaria 257/2020) tais como suspensão de solicitação de cessão de pessoal para o TCE-TO, suspensão da concessão de diárias e revisão dos contratos essenciais.”

 

 

 

Além disso, verifique

Em fase final de colheita, produção de sorgo deve aumentar 48% no Tocantins

Sorgo é essencial na alimentação bovina e pequenos animais – Foto: Juliano Ribeiro/Governo do Tocantins …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *