A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Regiões / Goiânia / Goiânia: nova maternidade terá 186 UTIs para atender doentes com coronavírus

Goiânia: nova maternidade terá 186 UTIs para atender doentes com coronavírus

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende (foto), decidiu que a Maternidade Célia Câmara, a Maternidade Oeste, localizada na região Oeste de Goiânia, vai ser usada como unidade hospitalar para tratamento dos pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Segundo o prefeito, serão instalados 186 leitos de UTI para o devido tratamento aos pacientes que efetivamente necessitem. A Maternidade Oeste ainda não foi inaugurada.

Iris Rezende anunciou a medida no último domingo em reunião por teleconferência com o presidente da República, Jair Bolsonaro, com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e gestores municipais integrantes da Frente Nacional de Prefeitos, entidade presidida pelo prefeito de Campinas, Jonas Donizete. Durante a reunião, o prefeito esteve acompanhado da secretária Municipal de Saúde de Goiânia, Dra. Fátima Mrué.

Com a liberação da Maternidade Oeste, são três novos hospitais em Goiânia disponíveis para atender pacientes com Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus (Sars CoV-2).

O Hospital do Servidor Público, localizado no Parque Acalanto, em Goiânia, que passa a se chamar provisoriamente de Hospital de Campanha, e o novo prédio do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás, que também ainda não foi inaugurado.

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) defendeu na videoconferência a instalação imediata de um Comitê Interfederativo de gestão de crise, transversal, para gerir a crise instalada pela pandemia do coronavírus no país.

Até o momento, existem, pelo menos, dois comitês importantes de crise instalados pelo governo federal. Mas, segundo os prefeitos, são insuficientes para tratar a crise de forma transversal.

A FNP solicita apoio aos municípios com liberação de recursos e que a sua distribuição leve em consideração a prevalência do número de pacientes infectados e a estrutura médico hospitalar disponível nos municípios.

Será nas regiões metropolitanas e nas cidades polos, ou seja, nas médias, grandes cidades e capitais, que de fato ocorrerá o atendimento mais oneroso, entendem os prefeitos.

O último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde neste domingo mostra que o número de mortes em decorrência da covid-19 subiu de 18 para 25 de sábado para domingo. Já o número de pessoas que contraíram o vírus passou de 1.128 para 1.546. De acordo com a pasta, com a nova atualização, todos os estados brasileiros possuem casos do novo coronavírus.

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) confirmou que há 27 casos de doença pelo coronavírus em Goiás. Os casos foram registrados em Goiânia, Rio Verde, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Jataí e Catalão.

Além disso, verifique

Negar o legado de Iris Rezende é inveja política ou intriga da oposição

  Por Anésio Júnior Deixando de lado as picuinhas de cunho pessoal e político, não …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *