A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Regiões / Goiás / Caiado fecha bares, shoppings e academia para conter avanço do coronavírus

Caiado fecha bares, shoppings e academia para conter avanço do coronavírus

Dois dias após se reunir com o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB) e com o secretário estadual de saúde, Ismael Alexandrino, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), tomou medidas ainda mais duras para conter o avanço do coronavírus no Estado.

Entre as medidas, o governador determinou por 15 dias, o fechamento de pólos comerciais, bares, restaurantes, shoppings, academias, teatro, cinema, feiras livres, clínicas de estética, clubes, comércio, shoppings, atividades de saúde bucal/odontológica, pública e privada, exceto aquelas relacionadas ao atendimento de urgências e emergências.

Como médico, ele se baseou na experiência italiana e concluiu que as cidades que agiram de forma mais severa, impondo restrições aos moradores, colheram os melhores resultados no combate ao vírus. No Twitter, Caiado citou exemplo de duas cidades no Norte da Itália, Lodi e Bergamo. “A primeira tomou medidas como a que determinei ontem [terça,17], com fechamento de comércio, entre outras. Olhem a curva verde! [estabilizada] Coronavírus controlado. Já Bergamo demorou a prevenir, explosão de casos e colapsou o sistema de saúde”, postou.

Ele defendeu que “é preciso consciência da importância das medidas preventivas”. “Evitem sair de casa. Quarentena não é férias. Home office, como o nome diz, é em casa. Não tenho como negociar com o vírus. Minhas decisões são técnicas e científicas. Eu tomo decisões como médico, não como político”, avisou.

Os estabelecimentos médicos e hospitalares, além dos laboratórios, farmácias, supermercados, distribuidoras de gás e postos de combustíveis continuarão funcionando normalmente.

Justificativas

“Nós temos que diminuir a possibilidade da contaminação porque nós sabemos das nossas limitações em podermos atender centenas ou milhares de pessoas. Já comunicamos tanto ao presidente da associação dos feirantes, na 44, como também dos shoppings centers”, afirmou o governador em entrevista coletiva.

A decisão atinge lojas de rua, shoppings e feiras livres. O presidente da Associação Empresarial da Região da 44 (AER44), Jairo Gomes, disse que vai acatar a decisão do governo de fechar as portas dos estabelecimentos na Região da 44 a partir de quinta-feira (19), mas que continuar dialogando com o governo.

“Decreto não se discute, [se] cumpre, mas eu preciso tê-lo em mãos e negociar com ele, continuar dialogando, porque a nossa região tem diminuído o número de visitantes. Isso agrada, por um lado, na questão do vírus. Atrapalha no lado da economia, mas ajuda no lado do vírus. Mas eu preciso continuar essa discussão com o governo, até porque, eu como presidente, junto de mim são mais de 100 empreendimentos”, complementa Gomes.

 

Além disso, verifique

Ronaldo Caiado confirma os primeiros casos de coronavírus em Goiás

Foram confirmados nesta quinta-feira, 12, os primeiros casos de coronavírus em Goiás. São três pessoas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *