A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Meio-Ambiente / Taquaruçu: áreas vão sendo recuperadas com plantio de árvores nativas

Taquaruçu: áreas vão sendo recuperadas com plantio de árvores nativas

As plantas nativas do cerrado vão garantir a sobrevivência do rio Taquaruçu Grande, com a recuperação das matas ciliares

Mudas nativas do cerrado, como angico, jenipapo, baru e ipês de todas espécies estão sendo plantadas na região de Taquaruçu Grande até o dia 18 de janeiro, ao todo são 10 mil mudas nativas. A ação que iniciou nessa segunda-feira, 13, é uma parceria realizada entre a Organização Não Governamental (ONG) 8 Billion Trees e o Governo do Tocantins por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh).

Ao todo são três hectares beneficiados com o projeto de restauração florestal, que é equivalente a uma área de 10 mil m². A região foi selecionada por abrigar o rio que leva o mesmo nome, Taquaruçu Grande, e é responsável pelo abastecimento de água da capital. Com o plantio áreas de matas ciliares também serão recuperadas e irá garantir a sobrevivência do rio e a qualidade da água.

O termo de cooperação entre a Semarh e a ONG foi firmado no ano passado com o intuito de apoiar ações de reflorestamento em todo o Tocantins. Nesta primeira etapa da ação são 10 mil mudas, mas a previsão é que ainda no final deste ano sejam plantadas mais 50 mil mudas de espécies nativas em diversas regiões do Tocantins.

O secretário do Meio Ambiente, Renato Jayme (foto) que esteve acompanhando toda ação nessa terça-feira, 14, ressaltou que o Governo do Tocantins prioriza ações e políticas ambientais, e o resultado disso são os termos de cooperação estabelecidos com organizações sérias, como a 8 Billion Trees, que tem objetivos alinhados com o interesse do Estado, que é um Tocantins verde, produtivo e sustentável. “O projeto de restauração florestal é o modelo piloto que queremos expandir para mais regiões do Tocantins e este é o início de parcerias maiores que virão com outros programas que visam a preservação e recuperação dos recursos naturais do Estado, como o programa Pátria Amada Mirim”.

De acordo com o secretário, o PAM que tem como um dos objetivos a implantação ou manutenção dos viveiros nos 40 municípios, ainda no ano de 2020, é que o programa seja o grande doador de mudas, para expansão do projeto de restauração florestal em parceria com a ONG.

O CEO da 8 Billion Trees, Jon Chambers afirmou em entrevista concedida à imprensa que o desejo é estreitar ainda mais as parcerias com o governo, e aumentar o alcance das ações promovidas pela ONG em conjunto com o Governo do Tocantins, divulgando o projeto para o mundo todo, para que mais instituições e pessoas possam aderir ao projeto. Ele reafirmou o seu interesse em apoiar na manutenção do viveiro do Parque Lajeado, capaz de produzir até 1 milhão de mudas, e ressaltou ainda que fará tudo ao alcance da instituição para que todas as mudas doadas pelo governo sejam plantadas, destacando o compromisso de plantar mais 50 mil mudas no final do ano no Estado.

O presidente da ONG salientou a participação e o interesse dos proprietários das áreas e comunidade local, que todo o trabalho realizado não seria possível se não tivesse o engajamento dos mesmos pela causa. O proprietário de uma das áreas, Ruy Bucar ressalta a satisfação de fazer parte de um projeto como este e ser referência para os outros produtores rurais. “Nós já cumpríamos o que a lei estabelece que é manter os 30 m da margem do rio preservado, mas é importante a gente servir de exemplo para mostrar que é possível produzir bem e aumentando a mata ciliar, porque o mais importante aqui é água, que abastece todos os produtores da região e Palmas, na realidade nós somos produtores de água e não há floresta sem água, e nem água sem floresta”, destacou.

O produtor rural que também é vice-presidente do Conselho Municipal de Turismo, relata a importância do Governo do Estado, a iniciativa privada internacional ou nacional e a sociedade civil trabalharem juntos. “Nós temos aqui também um exemplo fantástico de trabalho e defesa do meio ambiente entre o governo, a iniciativa privada internacional e a sociedade civil organizada, mostrando que é possível a união das três instituições e nós somos um exemplo, do que nós somos capazes de fazer juntos”. Ruy Bucar destacou ainda o compromisso com a manutenção das mudas plantadas e que irá envolver toda a comunidade, disponibilizando sua área para visitação do projeto.

Restaura TO

O projeto Restaura TO iniciou em 2017 com execução do Instituto de Desenvolvimento Rural (Ruraltins) que tem o objetivo promover o uso racional da cobertura vegetal e da flora nativa do Tocantins, transformando Áreas de Preservação Permanente (APP) e Reserva Legal (RL) degradadas e alteradas em zonas estratégicas para conservação dos recursos naturaise para a economia do Estado, já que atende pequenos produtores rurais que precisam recuperar parte de sua área degradada, previsto em lei.

O projeto ganhou reforços em 2019, com a assinatura do termo de cooperação entre o Governo do Tocantins, por meio da Semarh e a ONG 8 Billion Trees, que fortaleceu ainda mais as ações do estado, com recursos para manutenção e monitoramento do projeto, que também acontece na região de Taquaruçu Grande. Até o momento 15 hectares de áreas degradadas foram restaurados.

O engenheiro florestal e idealizador do projeto, Restaura TO, Ricardo Aydar ressalta que um dos objetivos do projeto é usar espécies que dê algum retorno para o proprietário, que sejam produtivas, consorciando e integrando com espécies cultiváveis agrícolas como, milho, mandioca, feijão e sementes criolas. “A inovação do nosso projeto é pular a fase da muda, de ter viveiros, que é um custo muito maior do que o plantio de semente, nós plantamos a semente direto no solo. E isso para o Estado é ótimo, já que são mais de 800 mil hectares já declarados no Cadastro Ambiental Rural de áreas degradadas, que o Estado vai ter que ajudar recuperar, além de gerar fonte de renda para o produtor rural”, declarou.

8 Billion Trees

A ONG 8 Billion Trees foi fundada em 10 de novembro de 2018, por Mike Powell e Jon Chambers que investiram seu próprio dinheiro para começar a transformar em realidade o sonho de plantar 8 bilhões de árvores pelo mundo. A ONG já plantou mais de 644.212 árvores recuperando diversas áreas no planeta com fundos de doações em: Madagascar, Indonésia, República Democrática do Congo e Tanzânia.

A ONG também realiza a venda de artigos que são revertidos em árvores plantadas, que podem ser adquiridas diretamente na página web da instituição. A cada artigo vendido são 10 árvores plantadas. Mais informações sobre a ONG estão disponíveis no site: https://8billiontrees.com/

Por Thuanny Vieira

Além disso, verifique

Governo do Tocantins retoma projeto de qualificação para mulheres

O projeto Jeito de Mulher, que já beneficiou 210 mulheres tocantinenses com qualificação profissional em áreas tradicionalmente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *