A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Notícias / Educação / Tocantins será contemplado com bolsas de pós-graduação em áreas estratégicas

Tocantins será contemplado com bolsas de pós-graduação em áreas estratégicas

A ideia é fortalecer os programas e discutir o modelo apresentado pela Capes a fim de ajustar e adequar a realidade de cada Estado.

Com o objetivo de participar das discussões, articulações e execução do novo Programa de Desenvolvimento Estratégico da Pós-Graduação Brasileira, a ser implantando em 2020, o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins (Fapt), Márcio Silveira, participou de uma reunião com o presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), Evaldo Vilela, e com representantes da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), nessa segunda-feira,25 em Brasília (DF).

A perspectiva é que os recursos sejam empenhados ainda em 2019 e os editais das Fundações de Amparo à Pesquisa dos Estados (Faps) sejam lançados no próximo ano.  Segundo o presidente da Fapt, Márcio Silveira, a ideia é fortalecer os programas de pós-graduação em áreas estratégicas e discutir o modelo apresentado pela Capes a fim de ajustar e adequar a realidade de cada Estado.

Assinatura do Termo

A Capes assinou nessa terça-feira, 26, protocolo de intenções com o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa para investir R$ 200 milhões, nos próximos quatro anos, em cursos de mestrado e doutorado estratégicos e de relevância para o desenvolvimento regional de acordo com as definições de cada Estado.

Com o recurso, serão concedidas 1,8 mil bolsas de pós-graduação, a partir de março do próximo ano. Serão atendidos cursos considerados emergentes e em fase inicial de implantação, com notas 3 ou 4 na avaliação Capes. 

Pelo documento, as duas instituições assumem o compromisso de atuar de maneira articulada para a definição de um programa no prazo máximo de dois meses. Além do aporte de recursos, a Capes coordenará os trabalhos. Caberá ao Confap ajustar as ações a serem planejadas com os reitores, pró-reitores de pesquisa e pós-graduação, Fundações de Amparo à Pesquisa Estaduais e outros órgãos do Sistema Estadual de Pós-Graduação e do Sistema Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação.

A expectativa é de que as Fundações de Amparo à Pesquisa Estaduais atuem, em conjunto com a Capes, na seleção das áreas estratégicas dos estados e dos cursos a serem apoiados, além de aportarem recursos de contrapartida – que podem variar de 20% a 50% – com custeio, capital ou bolsas.

Com supervisão de Geórgya Laranjeira Corrêa/ Governo do Tocantins  e informações de CCS/CAPES e da Ascom Fapeal

Além disso, verifique

Férias escolares da rede estadual são antecipadas por causa do coronavírus

Por determinação do governador Mauro Carlesse as férias escolares na rede estadual de ensino do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *