A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Esporte / Futebol / Solto policial suspeito de matar torcedor do Goiás após jogo contra o Flamengo

Solto policial suspeito de matar torcedor do Goiás após jogo contra o Flamengo

WhatsApp-Image-2019-11-01-at-13.16.05-620x450

O policial civil Gabriel Tortura Chaves, preso por envolvimento na morte do torcedor do Goiás, Helênio Rodrigues , após o jogo entre a equipe esmeraldina e o Flamengo na noite de quinta-feira (31/10), foi solto em audiência de custódia realizada no Fórum Desembargador Fenelon Teodoro Reis. Lá um grupo de colegas do policial (foto) compareceu para prestar apoio ao agente. Gabriel foi detido e teve a arma apreendida depois de atingir Helênio Rodrigues Cardoso Filho, que – segundo testemunhas – tentava intimidar torcedores rubro-negros acompanhados de outros apoiadores da equipe goiana.

Ao saber da soltura do policial, o comerciante Francisco Emi Carritilha, tio da vítima, ficou decepcionado.

“O policial está solto, está livre e o meu sobrinho condenado a ficar preso num caixão. Obrigado, Justiça. Muito obrigado. Fiquei sabendo agora e com surpresa, desagradável surpresa. Eu esperava mais dessa Justiça”, desabafou.

A família do torcedor está arrasada e indignada com a morte do rapaz. Enquanto esperava o corpo do sobrinho chegar ao cemitério, o tio também falou sobre a perda.

“O que as autoridades de segurança pública tentam fazer é desconstituir a imagem da vítima. […]Ele era muito querido. Estamos sabendo que, nas redes sociais, estão batendo palmas como se fosse mais um bandido morto. Ele nunca foi bandido. Sempre foi trabalhador, um excelente filho”, afirmou.

Confusão e tiros

Gabriel foi preso como suspeito de ter atirado contra o torcedor esmeraldino Helenio Rodrigues Cardoso Filho. Ele foi levado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), mas morreu na sala de cirurgia. Segundo relatos de testemunhas, o disparo atingiu o abdômen da vítima.

Testemunhas relataram à Polícia Militar que um grupo de torcedores do Goiás tentou obrigar três torcedores do Flamengo a retirarem as camisas do corpo. Durante o desentendimento no estacionamento do estádio, um homem se identificou como policial civil e sacou uma pistola da cintura.

Os relatos das testemunhas narram que mesmo com a arma em mãos, o grupo de torcedores esmeraldinos avançou na direção dos rubro-negros  na tentativa de arrancarem a camisa dos rivais à revelia. Quando a briga passou para a agressão física, o policial civil teria efetuado o disparo.

 

Além disso, verifique

 Vila Nova vence o Cuiabá na última rodada da Série B

Vila Nova venceu o Cuiabá na Arena Pantanal (Foto: AssCom Dourado) Neste sábado, pela última …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *