A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Regiões / Goiânia / Vereadora Priscilla Tejota pede auditoria do TCM na Comurg

Vereadora Priscilla Tejota pede auditoria do TCM na Comurg

Outro ponto que a vereadora considera grave é o fato de que o custo per capita com limpeza urbana será de R$ 412,00, enquanto que em outros capitais, como Porto Alegre, por exemplo, ser de R$ 103,00, uma diferença de 400%.
Outro ponto que a vereadora considera grave é o fato de que o custo per capita com limpeza urbana será de R$ 412,00, enquanto que em outros capitais, como Porto Alegre, por exemplo, ser de R$ 103,00, uma diferença de 400%.

A vereadora Priscilla Tejota (PSD), da bancada de oposição ao prefeito Íris Rezende, PMDB, solicitou na sessão de hoje (16) ao presidente do Tribunal de Contas do Município, TCM, Joaquim Alves de Castro Neto, a realização de uma auditoria na Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), no período entre janeiro de 2015 e dezembro de 2016.

A vereadora diz basear seu pedido na Lei Orgânica do TCM, bem como no artigo 194, inciso I, do mesmo tribunal.

JUSTIFICATIVA

Priscilla Tejota afirma ser necessária a instauração de uma auditoria pelo TCM para apurar supostos atos ilegais, com danos ao erário na Comurg. Segundo ela, O Ministério Público estadual propôs ação civil pública para apurar atos pela gestão dessa companhia municipal, quanto ao aspecto contábil, financeiro, orçamentário e patrimonial.

A decisão do MP foi porque recebeu da atual diretoria da companhia documentação pela qual se verificou pagamentos indevidos em convenções coletivas de trabalho, entre a Comurg, Seacons e Seac-GO, com prejuízos milionários ao erário. “Dai a necessidade da instauração dessa auditoria pelo TCM”, frisou.

Ela cita que a documentação apurou dívidas superiores a R$ 56 milhões, certificadas junto à Controladoria do Município, porém, não foram pagas, “bem como não foi deixado saldo em caixa para futura quitação”.

Outro ponto que a vereadora considera grave é o fato de que o custo per capita com limpeza urbana será de R$ 412,00, enquanto que em outros capitais, como Porto Alegre, por exemplo, ser de R$ 103,00, uma diferença de 400%. “Os gastos, considerando a receita liquida estão acima do normal, ou seja, aqui tem um percentual de 18,3%, já em Porto Alegre gasta somente 3,01%.”

E conclui a vereadora do PSD: “Esse órgão encontra-se totalmente sucateado, com uma frota de caminhões 60 caminhões, mas apenas 17 em funcionamento. Isso traz reflexos negativos e prejudiciais a coleta de lixo na capital, com inúmeros bairros sem esse serviço há mais de 15 dias. Esta Casa, portanto, tem que tomar uma posição em prol da cidade e de seus moradores. A auditoria do TCM vai possibilitar apurar todos esses fatos de forma clara e objetiva”.

por Antonio Ribeiro dos Santos

Além disso, verifique

Vila x vitoria

Com dois de Wesley, Vitória supera Vila Nova fora de casa pela Série B

O Vila Nova buscou o resultado no segundo tempo, mas não foi às redes (Foto: …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *