A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Agronegócios / Agricultura / Produção de soja e milho bate recorde em 2015, diz IBGE

Produção de soja e milho bate recorde em 2015, diz IBGE

 

O crescimento de 5,6% no valor da produção agrícola brasileira no ano passado foi impulsionado pelo recorde na produção da soja e do milho.

A produção da soja cresceu 7,1% e atingiu 97,5 milhões de toneladas, e a de milho subiu 14,5% e chegou a 85,3 milhões de toneladas.

O valor total chegou a R$265,5 bilhões.

Conforme dados da pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM) – Culturas temporárias e permanentes, divulgada nesta sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), também tiveram bons resultados a cana-de-açúcar, com 3,7% de aumento, e o feijão, com mais 16,6% no valor alcançado com a safra do ano passado.

Em termos de produção, a soja cresceu 12,3% e o milho, 6,8%. Nas exportações, os destaques são a soja, que chega a 54,3 milhões de toneladas, das quais 75,3% destinadas à China.

A exportação de milho subiu 39,8%, chegando a 29,1 milhões de toneladas e tendo como principais destinos o Vietnã, Irã, a Coreia do Sul, o Japão, Taiwan e o Egito.

O IBGE fez o levantamento da safra de 63 produtos que somaram 76,8 milhões de hectares plantados, com aumento de 567 mil hectares na comparação com 2014.

Fatores climáticos e econômicos impediram a colheita em 967 mil hectares – os produtos mais atingidos foram o milho e o feijão.

A soja responde por 34% do valor total da produção agrícola brasileira, com 41,9% da área plantada, seguida da cana-de-açúcar, com 16,4%, e do milho, com 11,2%.

A cana-de-açúcar atingiu valor de produção de R$43,7 bilhões, com São Paulo como principal produtor. O estado teve aumento de 5,5% em 2015, depois da queda de 7,5% no ano anterior, por causa da estiagem, e foi responsável por 56,1% da produção nacional.

Goiás passou Minas Gerais e ficou em segundo lugar, com 9,3% do total.

Apesar da queda de 6,2% na produção, o valor do feijão aumentou 16,6% na venda dos 3 milhões de toneladas.

O trigo também teve variação nesse sentido, com queda de 12% na produção e crescimento de 2,2% no valor.

Já a produção de arroz cresceu 1%, mas o rendimento por área plantada aumentou 10,6%. (Agência Brasil).

                                       

 

 

Além disso, verifique

439631_1000

Plantas alimentícias não convencionais estão no pavilhão da Agrotins 2019

Como parte das ações do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), na Agrotins 2019, …

Um comentário

  1. O êxodo rural está mais presente do que nunca em nossas vidas, a família rural, foi embora do campo e isso é um fato no mundo todo deste o engano da revolução industrial e seus benefícios do emprego e a vida na cidade.
    Hoje o grande desfio de hoje é o combate ao êxodo rural e a volta das famílias ao campo, por meios do incentivo à produção rural e formar o maior número de agricultores familiares.
    O único problema é que o homem depois de experimentar a vida na cidade não quer mais como sua única e fiel amiga a enxada.
    Com o acesso a informação o novo agricultor familiar quer os mesmos benefícios dos grandes latifundiários sendo estes a tecnologia e o conhecimento ao seu lado e não somente a enxada e o financiamento do Plantio colocando em risco suas terras, ano após ano, colheita aos colheita.
    Com nova visão o Fazendeiro Rogerio Festa, da FAZENDA PROAGRO ( http://fazendaproagro.com.br ), acredita que o agricultor moderno na agricultura familiar não quer mais a enxada como parceira e sim um engenheiro agrônomo, para que juntos possam extrair o máximo da terra o melhor custo benefício, com maiores rendimentos de maneira orgânica e consciente.
    “Somos a geração saúde e podemos fazer a diferença e trazer o homem de volta ao campo de maneira digna e moderna com a internet e acesso a informação, com o apoio de tecnologia o cultivo protegido com agricultura orgânica e sintropia da natureza ” Rogerio Festa.
    Na cidade de Almería na Espanha, onde tudo é cultivado em estufas, conseguimos o suporte técnico para trazer ao Brasil o melhor do agronegócios em cultivo protegido do planeta.
    A Fazenda Proagro é o mundo dos agronegócios para o pequeno agricultor, hoje somos 531 famílias no campo, amanhã seremos 5 milhões, o mundo dos agronegócios ao alcance de todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *